2 de dez de 2014

A VIDA É MUITO BOA!

Bem, para quem acompanha meu blog, apesar da demora aqui estou !!

Então, seguindo com as fisicoterapias, após cirurgia do LCA sem sucesso,  é hora de encarar os fatos e replanejar!


2015 será um  ano de novos desafios e outros horizontes, com minha nova realidade, sem poder fazer atividades de impacto devido a condropatia patelar e a falta do ligamento Anterior Cruzado e quase perda total do menisco do joelho esquerdo, terei que ficar de 9 a 10 meses sem esforço físico pesado, apenas atividades sem impacto, então me sobrou  muitas outras atividades que ainda não conhecia e nem havia tentado. Como o:

Basquetebol adaptado


O Basquetebol em Cadeira de Rodas é uma modalidade Para-desportiva desenvolvida de forma adaptada para que pessoas com deficiência física de membros inferiores, bem como aqueles que não podem, por orientação médica, praticar o basquetebol na forma convencional possam jogar utilizando a cadeira de rodas como forma de locomoção em quadra.



E já descobri uma equipe em Taguatinga Norte, e coincidentemente se chama INSTITUTO PHOENIXE... Acho que vou adaptar bem, pois joguei basquetebol por 14 anos !!!

Natação

Também posso continuar com a natação, que amo!! E olha só o que descobri sobre os benefícios da natação!!

  1. A natação é um esporte que trabalha todos os grupamentos musculares, ajuda a reduzir a gordura corporal, alivia as tensões do dia-a-dia e ajuda a recuperar lesões. Ao nadar todos os estilos desse esporte (crawl, costas, peito e borboleta) a pessoa estará trabalhando todos os grupamentos musculares. O risco de lesões para quem pratica natação é pequeno porque a água amortece os impactos. E o fato de a água amortecer os impactos torna esse esporte excelente para a recuperação de lesões
  2. A natação é um esporte relaxante que ajuda, também, na redução da gordura corporal quando praticada na intensidade correta. A natação permite a você ir além, pois é um esporte que amortece o impacto dos exercícios. Assim, você acaba tirando mais proveito de sua capacidade do que em outros esportes e ajuda na redução da gordura corporal.




Caiaque


 E o Caiaque que a cada dia tenho curtido muito!!!

Durantes esta atividade, o tronco permanece em movimento o tempo todo, enquanto a parte inferior mantém o equilíbrio, se movimentando também. Desta forma você trabalha as costas, que são muito solicitadas; o abdome, que, juntamente com os joelhos, ajudam a elevar ou afundar a proa ou a popa do caiaque; os braços, que exercem uma força propulsora, auxiliados pelos ombros, as coxas e pernas, que realizam movimentos de flexão e extensão.
 Como você vê, o trabalho muscular é intenso, eliminando todo o estresse. Você melhorará a sua flexibilidade, a coordenação motora e o equilíbrio. Para fazer todos estes movimentos, coloque a pá do remo na água em perpendicular.

E além de tudo isso ainda curto o visual da paisagem que geralmente é maravilhosa como o Lago Paranoá e ainda curto muito os amigos!!!




ENTÃO, A VIDA É MUITO BOA, DEPENDE DE COMO VOCÊ A ENCARA!
EU, PREFIRO VER SEMPRE O LADO POSITIVO.













11 de nov de 2014

Recomeçar...

Cheguei em casa dia 10 de novembro de 2014, segunda feira ás 16h, após ficar 8 dias na casa dos meu pais, me recuperando da cirurgia no joelho, realizada no dia 03 de novembro de 2014.

A Cirurgia não foi bem sucedida, devido o meu mal cuidado com o joelho que já apresentava problemas, apesar do grande esforço do Dr. Renato Alves, especialista em lesões do joelho. Não foi possível reconstruir LCA e perdi 70% do menisco. Agora devo ficar em média com 2-3 meses de repouso, sem poder fazer atividades física.



Os primeiros dias após a cirurgia, foi muito difícil, fiquei muito triste e desanimada...  Mas ao receber a visita do meu primo Geraldo Bahia, que perderá os dois rins necessitando de hemodialise 3 vezes por semana, ao pé da minha cama me convidando a jogar uma partida de futebol! 
Cai na real e pensei: _ O que é um ligamento rompido perto da realidade deste homem?

Então resolvi, encarar o problema com outra perspectiva. 
Naquela semana recebi muitas boas visitas que alegraram meus dias!


Hoje dia 11 de novembro 2014 em casa meus primeiros desafios é ficar quieta de repouso, deitada, sem muito movimentar a perna para cicatrizar o ferimento. Mas, para quem me conhece sabe como isso é difícil !

Então, volta e meia arrisco umas voltas de cadeira de rodas pelos cômodos  da casa. O que para mim já é um alivio e posso garantir que dá para suar!!


Pode parecer coisa de louco, mas encaro cada dificuldade como um desafio, uma competição minha comigo mesmo. Agora mesmo estava deitada no sofá e queria chegar na cadeira de roda que estava longe. Levantei em uma perna só e saltando como saci até a cadeira, travei as rodas da mesma e sentei... Wow consegui!

O que é a vida né? Outro dia pedalava 200 km, nadava duas vezes por semana, academia todos e dias fora o trabalho, e almejava participar do IRON BIKE BRASIL... Hoje mal consego ficar de pé, dependo das pessoas até para tomar banho e ainda não sei como será minha recuperação... Mas quero crer que voltarei a fazer tudo novamente e com mais dedicação e empenho.

"Tudo é energia.
Se a tua energia for boa, tudo ao teu redor será bom também."   O caminho das borboletas

Bem, então caros amigos torçam por mim pois em janeiro 2015 quero dar  a volta ao lago Paranoá com um caiaque, serão 48 km, a atividade de caiaque será a minha salvação, pois não há esforço físico com as pernas e nem impacto. Desejo estar bem até lá!  :)





Abraço L.E.T BAHIA.

2 de nov de 2014

Um novo desafio

Bom dia queridas e queridos amigos!

Hoje, 2 de novembro de 2014, dia de finados, estou mais viva do que nunca!!
Acordei bem animada, apesar dos pesares!!
Bem, passei uma fase ruim nestes últimos 6 meses. Em junho no dia 13, levei uma queda de bicicleta em um passeio noturno com o grupo caça pedal, onde machuquei seriamente o ombro, me afastando do IRON BIKE BRASIL,  onde vinha treinando muito!
Em setembro em uma viagem com amigas para Rio de Janeiro, ainda me recuperando do ombro, machuquei seriamente o joelho, ficando fora das atividades e competições no ciclismo em 2014.

Bem, como Fênix que sou não desisto e então nasce um novo desafio!!
Impossibilitada de atividades com impacto no joelho, descobri o caiaque.


O caiaque, que além de divertido, pois você estará fazendo uma atividade esportiva diferente e prazerosa, permite contemplar e estar em contato direto como a natureza e não oferece impacto.


Tudo que preciso, uma atividade de baixo impacto e em contato com a natureza!!

Então, toda sexta feira pela manhã, passei a ir  para a Ponte JK no lago Paranoá,  onde alugo um caiaque com o Jackson((61)8586 4651 ) e pratico por 1 hora.

Nesta última sexta feira dia 31 de outubro, enquanto curtia o passeio com minha amiga Célia Baia, também minha fisioterapeuta, pensei em um novo desafio...


VOLTA AO MUNDO. VOU COMEÇAR POR AQUI



Tenho muitos sonhos, como fazer uma viagem de volta ao mundo, mas para lá chegar
pretendo aqui começar, Lago Paranoá!

Com calma, humildade, vou explorar minha cidade. Brasília, localizada na região centro -oeste do Brasil, também sua capital, conhecida como planalto central. Com uma população de mais ou menos 2.562.963 habitantes, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, sendo a  quarta cidade mais populosa do país.

Brasília começou a ser planejada e desenvolvida em 1956  pelo urbanista Lúcio Costa e pelo arquiteto Oscar Niemeyer. Inaugurada em 21 de abril de 1960.




Bom, o desafio é dar a volta por Brasília por meio de uma bicicleta, mas como devo  passar por um procedimento cirúrgico no joelho, nesta segunda feira, dia 03 de novembro. O DESAFIO SERÁ EM PRIMEIRO DAR A VOLTA AO LAGO PARANOÁ REMANDO UM CAIAQUE.

A ideia é, após receber alta médica da cirurgia, 45 dias, para atividades "LEVES",quero começar a treinar para fazer a volta ao lago de caiaque, serão 48 km.

Enquanto isso, o trabalho será planejar, pesquisar e estudar sobre o Lago Paranoá, e principalmente sobre técnicas de Caiaque e já comecei!!





Tipos de caiaque

Há diversas modalidades de caiaque, cada qual adequado a um propósito específico. A fim de compreender mais sobre os barcos, conheça os seguintes termos:
  • popa - traseira do barco
  • proa - frente do barco
  • casco - fundo do caiaque
  • chine - curva entre as laterais e o fundo
  • rocker - porção da curva entre a popa e a proa que fica acima da linha da água
  • flare - ângulo das laterais com relação ao casco



Os caiaques marinhos ou de turismo são longos, estáveis e têm muito espaço interno e externo para carga. Os cascos são chatos, as chines são rijas e largas, o que lhes dá um flare amplo. Isso torna essa variedade menos manobrável, mas veloz em linha reta. Os caiaques desse tipo também deslizam mais a cada remada, de modo que são mais eficazes do que os tipos esportivos mais curtos. Podem vir em versões com um ou dois assentos e muitos dispõem de lemes que ajudam nas manobras. Pode-se sentar do lado de dentro do caiaque ou escolher modelo que permita sentar em cima - mais parecido com uma canoa.
Os caiaques de água branca são mais curtos e um pouco menos estáveis, mas muito mais manobráveis. Também são mais duráveis e construídos para enfrentar o desgaste nas manobras em corredeiras. Com comprimento típico de 2,5 metros e cascos arredondados, eles têm chines mais suaves e flare mínimo. Isso ajuda nas manobras e na rolagem porque a porção do caiaque que faz contato com a água é menor. Eles também exibem considerável rocker, o que também ajuda limitar o contato com a água. Todos os caiaques para uso em corredeiras são modelos em que o usuário se senta do lado de dentro, e nenhum tem leme.
Os caiaques de surfe não diferem muito dos caiaques para água branca. Uma grande diferença está no rocker. Os caiaques de surfe só tem rocker do lado da proa - a popa é plana, como a de uma prancha de surfe. Muitos caiaques de surfe também têm quilhas de manobra, assim como as pranchas.
Os caiaques podem ser feitos de diferentes tipos de material. Os caiaques de surfe são quase sempre integralmente de fibra de vidro - os modelos para corredeiras são muitas vezes feitos de plástico. Isso acontece porque o plástico tradicional não oferece a rigidez e o baixo peso da fibra de vidro. Os caiaques marinhos também são, geralmente, feitos de plástico, mas podem ser produzidos com madeira. Alguns dos caiaques para corredeiras mais novos são feitos de Kevlar, um material mais leve e mais resistente.
O material usado tem o maior impacto sobre o preço de um caiaque. O plástico é o mais barato, mas também o mais pesado. A fibra de vidro é 20% mais leve que o plástico, mas custa cerca de 20% a mais. O Kevlar é o mais leve e o mais resistente de todos, mas custa duas vezes mais que a fibra de vidro. O peso é algo que precisa ser considerado porque, infelizmente, você passará mais tempo fora do caiaque do que dentro dele. Isso significa carregar o caiaque, instalá-lo e removê-lo do rack no teto de seu carro.
Também é possível optar por um caiaque tradicional, com laterais dobráveis, ou por um modelo inflável. Os caiaques infláveis são leves e mais duráveis do que possa imaginar.

Fonte: Caiaque & CIA

24 de abr de 2014

Força Fênix

Bem, mais uma semana que termina!
Semana de páscoa passou e os treinos foram de vagar, mas estive presente ...
Essa semana começou com o feriado, 21/04 aniversário da minha Cidade, Brasília completa 54 anos, uma menina ainda!! E para comemorar fiz um passeio de 143 km de bike de BSB, Sobradinho, Formosa e Planaltina, BSB. 

Percurso

Altimetria


Na terça, conquistei meu treino de natação concluindo 1000 m em 44 min. Na quarta, infelizmente tive um contra tempo o que me impediu de treinar e hoje quinta- feria 24/04/14 – logo pela manhã fui para os treinos de natação, e não estava bem emocionalmente, fui para a piscina e na 1º volta 100 m já me senti  esgotada, parecia que estava puxando uma ancora nas costas, nos 300 metros avisei ao Farion, meu professor que não estava bem , ele então me disse:
_ Não sei o que está acontecendo, mas tenho certeza que o fardo que Deus lhe deu, foi por que Ele sabe que é capaz de carregar, então você só sai da água quando concluir seu treinamento.
Bem, isso foi suficiente para despertar em mim o espírito Fênix. Conclui  1200 metros, superando todos os meus tormentos daquela manhã! Lembro, que em alguns momentos quando ia soprar o ar na água, era como se eu estivesse gritando com a alma e dizendo para o mundo:
_ A força de Deus, habita em mim. Vou vencer!


Assim, escolhi o lado positivo da vida, problemas? Todos tem, mas a decisão de encarar com positividade e ter a esperança da vitória só você mesma, pode decidir e enfrentar.
Então, fecho a semana, amanhã com um treino, Trilha de mountain bike no Altiplano Leste – Brasília.

Altiplano leste – Brasília.


Final de semana com certeza mais treino com a bike.

Força Fênix!!

14 de abr de 2014

Após 2 semanas de treino...

Boa tarde a todos os seguidores da Fênix Mulher!!


Bem, hoje vou relatar como foi minhas primeiras semanas de treinos para o Mountain Bike 70 km JC e o Iron Bike Brasil 2014... 

Todos os dias acordo as 5h da manhã e após organizar roupa, filhos, café saio as 6h, deixo as crianças na escola e parto  para o SESI de Taguatinga, onde começo meus treinos as 7h. Nas segundas, quartas e sextas, faço a parte aeróbica na bicicleta ergométrica, corrida leve na esteira e depois aulas de abdominais com a professora Mayara. As 9h  entro no meu trabalho,  e retorno aos treinos de musculação as 16h até as 17h30min.

Aulas de abdominais
Professora Mayara, Eliete e professora Jessica
Alunas das aulas de abdominais 

Professor de natação Fairon e Eliete Bahia.
 Na Terças e quintas, mesma rotina porém com treino natação com o professor Fairon das 8h as 8h45 min. É  importante destacar que no primeiro dia de aula da natação, o professor pediu que fizesse quantas voltas eu consegui-se na piscina de 50 m. Blz!! Fui dar uma de gostosona e... Fiz 10 chegadas (ida e volta conta 1 volta) 1000 m!! Na aula seguinte Fairon me perguntou quantas voltas tinha feito na última aula, e toda orgulhosa disse 10 chegadas. Para minha surpresa  o treinador pediu que fechasse as 10 chegadas novamente e só então ele passaria o treino. E... Tenho tentado concluir os 1000 m antes da aula acabar, os 45 min, e ainda não consegui !!! :(
Portanto, preciso melhorar o meu tempo de chegadas. O professor Fairon é excelente treinador, acredito que com essa equipe de professores do SESI, e minha determinação e disciplina farei boas provas no Mountain Bike!



Entro no trabalho as 9h e volta para os treinos de fortalecimento muscular as 16h até as 17h30 min.  As 18 h  pego as crianças na escola e/ou nas atividades esportivas que fazem também no SESI de Taguatinga,   e voltamos para casa para descansar...

Então essa tem sido minha rotina, treinos no SESI, de musculação, abdominais, natação e a noite nas terças ciclismo com a turma do pedala Gama, 45 km e finais de semana trilhas, as vezes com o grupo Rebas do Cerrado ou sozinha próximo a minha casa, no Núcleo Rural Casa Grande - Gama - DF, 28 km.
Preciso intensificar meus treinos de Mountain Bike, mas preciso de companhia, pois é arriscado pedalar sozinha...



Hoje recedi meu kit da A Federação Metropolitana de Ciclismo e a inscrição. Agora , como atleta federada,  terei alguns benefícios como:

CLUBES E EQUIPES
• Direito a voz e voto nas Assembléias Gerais, através de seu dirigente, devidamente credenciado;
DIRIGENTES
• Licença para atuação junto ao Clube em Eventos Oficiais;
• Carteirinha da FMC;
TÉCNICOS
• Licença para atuação junto ao Clube em Eventos Oficiais;
• Carteirinha da FMC;
ATLETAS
• Licença junto à CBC para participação em Eventos Oficiais;
• Carteirinha da CBC, na qual reafirma direito a transporte gratuito de bicicletas segundo a legislação vigente;
CICLOTURISTAS
• Carteirinha da FMC na qual reafirma direito a transporte gratuito de bicicletas segundo a legislação vigente;

VENHA PARTICIPAR DA NOSSA EQUIPE FÊNIX MULHER E TORNAR UM ATLETA DA Federação Metropolitana de Ciclismo! 
PARA SE CADASTRAR NA FÊNIX MULHER CLIQUE AQUI>>
PARA A FEDERAÇÃO METROPOLITANA DE CICLISMO CLIQUE AQUI>>



1 de abr de 2014

Determinação...

Queridas amigas e amigos que sempre acompanham a Fênix Mulher, é com alegria que retornamos as nossas atividade virtuais!! Bem, agora vamos relatar todo o meu esforço para concretizar o próximo desafio, o IRON BIKE BRASIL, que acontecerá em setembro deste ano.
Bem, já comecei a pegar firme nos treinamentos com a ajuda da minha amiga Célia Baia que tem formação em Educação Física e fisioterapia, chegamos a um planejamento de treino e alimentação para superar as dificuldades e altimetria da prova.
Segue:



Treino


  • Fortalecimento muscular,  Manhã: Seg, Qua e Sex – SESI Taguatinga ;
  • Natação – resistência e aeróbico, manhã : Ter e qui - SESI Taguatinga;
  • Treino técnico no Centro de treinamento MTB – Sábado e domingo manhã;
  • Velocidade asfalto  Ter e Qui, período da  Noite com grupo Pedala Gama;

Alimentação:



Cuidados nutricionais pré-treino ou competição:

O principal objetivo nesta fase é armazenar energia no músculo. São aumentados, portanto, os carboidratos na dieta. Em casos de competição, esses alimentos devem ser aumentados maciçamente três dias antes da prova. Os alimentos ricos em proteínas (carnes, frango, ovos, queijos etc) devem ser ingeridos em menores proporções, já que a maior fonte de energia deve ser proveniente dos carboidratos. 
É importante evitar a ingestão de gorduras, grãos e fibras (folhas,verduras e legumes), que podem causar má digestão. É também importante fracionar a dieta em pelo menos cinco refeições diárias, evitando que o estômago fique muito cheio, e aumentando assim o conteúdo de energia. Caprichar na hidratação é também fundamental para a performance.

Café da manhã pré-competição

Deve-se evitar a ingestão de fibras e alimentos gordurosos, pois podem causar desconforto gastrintestinal logo antes da prova, ou até durante, diminuindo o desempenho. Deve-se retirar as cascas e bagaço das frutas e evitar alimentos estranhos, com os quais não se está acostumado. A dieta deve ser à base de carboidratos e com pouca proteína. Por exemplo: pão com queijo e geléia + 1 suco + 1 pedaço de bolo simples

Reposição nutricional durante treinos e competições

Durante a prática, deve haver preocupação em sempre carregar água e, preferencialmente, bebidas esportivas nas caramanholas ou camel back, pois estas últimas, além de hidratar, fornecem carboidratos. Deve-se também carregar alimentos práticos (barras energéticas, gel de carboidrato, frutas, frutas secas, biscoitos, sanduíches de fácil digestão, como os feitos com bisnaguinha, ou algo igualmente rico em carboidratos e fácil de carregar). Nessa fase, sugere-se a ingestão de alimentos e bebidas ricas em carboidratos em intervalos de 30 minutos, poupando-se o glicogênio muscular. Deve-se consumir de 30 a 50 gramas de carboidratos por hora, na forma de alimentos e/ou bebidas. A ingestão de líquidos também é fundamental para o desempenho, por isso deve-se tentar beber no mínimo 500ml por hora

Dicas para o pós-exercício:

Nessa fase, tida como de extrema importância a recuperação total dos atletas, é importante repor as energias gastas durante a atividade extenuante. Nas primeiras horas após a prática, deve-se consumir carboidratos como pães, batatas, macarrão, arroz, etc. Isto irá ajudar na recuperação dos estoques de energia. A reposição de proteínas, por meio da ingestão de leite ou derivados, ovos, frango, peixes ou outras fontes magras, também deve ocorrer nesta fase. Uma boa dica de refeição na fase pós-prova é um prato de massa com frango ou 1 sanduíche de frios + frutas. Imediatamente após a prova o atleta deve começar a repor os líquidos (água, bebidas isotônicas, sucos, refrigerantes), devendo fazê-la continuamente de forma fracionada.


Fortalecimento Muscular pernas

Fortalecendo a musculatura das pernas. As pernas são constituídas por muitos músculos e vamos  precisar recrutar uma boa quantidade desse volume, e exercitar ângulos diferentes através de exercícios  que estimulem todos os músculos das pernas. 

Treino 1: 
Agachamento com barra total: 4 séries de 4-6 Reps. 
Passadas: 4 séries de 12 repetições em cada perna. 
Leg Press: 3 séries de 12-15 Reps. 
Mesa Flexora deitado: 3 séries de 12 repetições. 
Cadeira Extensora: 3 séries de 20 repetições. 
Panturrilha em pé: 4 séries de 12 repetições 

Treino 2: 
Levantamento Terra : 4 séries de 4-6 Reps. 
Passadas : 4 séries de 15 repetições.
 Agachamento no Hack machine : 3 séries de 8-12 repetições. 
Cadeira Flexoa Sentado : 3 séries de 8-12 repetições. 
Cadeira Extensora : 3 séries de 15 repetições. 
Panturrilha sentado : 4 séries de 20 repetições.

Treino 3:
Leg Press : 4 séries de 4-6 Reps. 
Stiff : 4 séries de 8 repetições. 
Passada em cima da plataforma: 4 séries de 15 repetições cada perna. 
Cadeira Extensora: 3 séries de 12 repetições. 
Cadeira Abdutora: 3 séries de 12 repetições. 
Cadeira Adutora: 3 séries de 12 repetições. 
Panturrilhas em pé: 4 séries de 12-15 Reps. 

Treino 4: 
Agachamento na barra guiada: 4 séries de 8-12 Reps. 
Avanço na barra guiada: 4 séries de 20 repetições cada perna.
 Leg Press : 3 séries de 15-20 reps.
Mesa Flexora deitado: 3 séries de 15 repetições. 
Cadeira Extensora: 3 séries de 10 repetições. 
Panturrilhas no leg press : 4 séries de 20 repetições. 

Treino 5:
 Agachamento no Hack machine : 3 séries de 4-6 Reps 
Levantamento Terra: 3 séries de 8 repetições 
Passadas com halteres: 4 séries de 25 repetições cada perna
Cadeira Extensora: 3 séries de 20 repetições
Cadeira Flexora sentado: 3 séries de 15 repetições 
Panturrilha em pé unilateral: 3 séries de 12 repetições 

Finalizando: Os exercícios acima apenas farão efeito, claro a partir da disciplina nos treinos, alimentação, descanso adequado, entre outros fatores. Ou então todos esses exercícios não farão diferença alguma para as suas pernas. 

Então, esse será meus treinos na segunda, quarta e sexta e nas terças e quintas pela manhã a natação que me ajudará na resistência.

E sempre que poder estarei relatando minha jornada até os dias de provas...
No mais agradeço a todos e torçam mais uma vez por essa fênix que tem o desejo de vencer seus próprios limites .

Um abraço fênix !!
Eliete Bahia.